[Opinião] A praça, a quarentena e o salário dos vereadores

Comparando o cercamento de praças versus o real impacto na redução do salário de vereadores

por Leandro Chemalle

imagem retirada da Gazeta de Pinheiros

A Prefeitura de São Paulo vai gastar nas próximas semanas um valor em torno de R$ 800.000 para poder cercar toda a Praça do Por do Sol, na região da Lapa, para que os furadores de quarentena não frequentem a praça. Somando esse valor com aqueles de outras praças menores, o poder público deverá gastar em torno de R$ 1.000.000 apenas para cercar todas as praças públicas da cidade.

Sempre fui bastante crítico acerca das discussões que envolvem salários (formais e regulares) de parlamentares, assim como de suas verbas de gabinete. É um tema ao qual que é dado uma importância muito grande para um valor que geralmente representa muito pouco do orçamento geral seja de cidades, seja de estados. Nessa semana, os vereadores de SP votaram um pacote que no total libera R$ 50 milhões para ações contra a COVID-19. Ate aí uma medida louvável, mas quando observamos o assunto NO DETALHE, verificamos o seguinte:

Resumo: medidas do pacote de austeridade da Câmara:

– Corte de 30% do subsídio dos vereadores (que é de R$ 18.991,68);
– Corte de 30% do auxílio-encargos gerais de gabinete (que é de R$ 25.884,38/mês);

Impacto da redução estimada até 31/12 (8 meses x 52 vereadores): ~ R$ 8 milhões

– Corte de R$ 3,6 milhões em contratos (cancelamento de obras, aquisição de materiais, manutenção de equipamentos etc);
– Repasse de R$ 38,6 milhões do Fundo Especial de Despesas da Câmara para a prefeitura (Lei já aprovada);

Total geral das medidas: R$ 50,2 milhões

Tive o trabalho de abrir a minha super calculadora do windows para fazer a seguinte conta:

– 30% do salário equivale a aproximadamente R$ 5,700 a menos no vencimento por mês, vezes 8 meses (maio a dez) dá algo em torno de R$ 45.600 de economia POR VEREADOR, até dezembro de 2020.
– Multiplicando o valor vezes os 55 vereadores falamos de uma economia de salários em torno de R$ 2.500,000

Sim, R$ 2,5 milhões é muito no meu no seu bolso, mas sabe quanto representa pro orçamento da cidade? É um valor irrisório, não banca o aumento do custo de coveiros da cidade por um mês. Não banca nem uma semana de funcionamento dos principais hospitais da cidade, não banca o custo da mais simples campanha de comunicação da prefeitura.

Tá, mas porque eu to falando sobre isso?

O movimento da Câmara de movimentar o seu orçamento para ações do município é importante, no entanto o movimento de verbas de ordem burocrática e administrativa (R$ 38.600.000 + R$ 3.600.000) é muito mais representativo em número, mas INFINITAMENTE menos representativo na manchete e na viralização da notícia da economia nas redes sociais.

Conclusão: o fetiche em torno de salários de políticos gera um movimento digital que, quase sempre, rende muito pouco em valores para obras públicas e que seria muito mais produtivo para a sociedade se essa energia fosse investida em discussões embasadas prioritariamente em relação o orçamento e gastos de obras públicas do que apenas em salários. O valor que será economizado e realocado com os salários dos vereadores em 2020 é menos do que 3x o que a prefeitura vai gastar apenas pra fechar uma praça pública que os furadores de quarentena que adoram criticar salários de servidores públicos adoram postar.

Pergunta: o que tem tido mais destaque nas suas redes, nos seus grupos e na imprensa: o salário dos vereadores ou o absurdo de gastar quase 1 milhão pra fechar praças públicas?

Leandro Chemalle é Secretário Geral do Partido Pirata


Deixe uma resposta

Notice: Comments reflect the opionions of those who did wrote theme. Allowing people comment here, doenst mean, that we also agree with them.

Your email address won't be displayed. Required fields are marked with this sign: *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

More information

Arquivo de posts