Personagem de Asterix e Obelix é inspirado em Julian Assange

Deu no El País
O 36º volume das aventuras de Asterix e Obelix ganhou o título O Papiro de César, ressuscitou o pior inimigo da aldeia gaulesa dos protagonistas e chegou às livrarias nesta quinta-feira. Desde esta semana se conhece algo a mais sobre sua misteriosa trama, guardada até então como o maior dos segredos. Os responsáveis pela saga anunciaram que foi adaptada aos tempos atuais: um de seus personagens é inspirado em Julian Assange e a história inclui referências às redes sociais, que terão um equivalente nos tempos do Império Romano.

A história é inspirada livremente nos sete volumes que formam os Comentários sobre a Guerra Gálica, escritos por Julio César, que relatam as batalhas durante os nove anos que passou combatendo os exércitos que se opunham à dominação romana do atual território francês. Mas, em seus escritos, César pode ter exagerado ligeiramente suas proezas bélicas. Talvez seja nesse ponto que entre em jogo o novo personagem, Doblepolemix, um jornalista de um jornal gaulês que busca fazer aparecer a verdade. “Julian Assange nos serviu de modelo para o personagem”, explicou a nova dupla de criação, formada por Jean-Yves Ferri como escritor e Didier Conrad como desenhista, acrescentando que cogitaram chamar o personagem de Wikilix, antes de mudarem de opinião.

Junto a César, os leitores da saga encontrarão outro personagem novo, um conselheiro às escondidas inspirado pelo publicitário Jacques Séguela, o homem que apresentou Nicolas Sarkozy a Carla Bruni, e outras figuras que rodearam o ex-presidente francês, como Henri Guaino e Patrick Buisson. “Não queremos dizer muito para não destruir o prazer. Asterix pertence a seus leitores”, afirmou o desenhista Albert Uderzo, criador da saga junto ao falecido escritor René Goscinny, em entrevista coletiva realizada no primeiro andar da Torre Eiffel.

Uderzo, de 88 anos, estava acompanhado de Anne Goscinny, filha de René, além dos novos responsáveis pela história, Ferri e Conrad. Ambos foram contratados em 2011 após a venda da editora de Uderzo ao grupo Hachette. O Papiro de César é seu segundo volume como coautores, depois de Asterix entre os Pictos, publicado em 2013, que vendeu 5 milhões de exemplares ao redor do mundo. Uderzo disse ter ficado “admirado” com o trabalho dos novos criadores, que não considerou uma tarefa especialmente fácil. “É difícil renovar a saga, porque o leitor não é fácil. Lembro quando decidi queimar a aldeia e celebrar o banquete final junto com a Cleópatra. Os leitores me reprovaram bastante. ‘O que você pensou?'”, me disseram. “Tem que se usar os mesmos elementos de sempre, mas fazendo pequenas variações”, disse Uderzo. “No volume anterior, quase recebemos ameaças de morte por deixar alguns personagens de fora”, disse Conrad, sorrindo.

Os responsáveis pelas aventuras de Asterix e Obelix revelaram os primeiros detalhes da nova HQ no primeiro piso da Torre Eiffel. O desenhista original Uderzo teve a companhia de Anne Goscinny, filha de René, e levou seu conhecimento enciclopédico sobre a história dos personagens. Espera-se que o novo volume tenha o mesmo sucesso de vendas do anterior. O livro será publicado em 16 países de todo o mundo, inclusive o Brasil, e será traduzido para 20 idiomas.

Já que você está aqui…

… nós estamos pedindo por um pequeno favor. Diferente de outras organizações, não recebemos dinheiro de governos e nem de empresas. Também não cobramos por acessos às nossas ferramentas. O Partido Pirata é uma organização independente que luta por direitos digitais, o livre compartilhamento de informações, privacidade para as pessoas e transparência de governos e corporações. Somos pessoas voluntárias tentando construir dia após dia o partido e precisamos de dinheiro para colocar algumas ideias em prática e cobrir diversos gastos. Isso requer muito trabalho e fazemos pois acreditamos que a nossa perspectiva importa porque –  também pode ser sua perspectiva.


Deixe uma resposta

Notice: Comments reflect the opionions of those who did wrote theme. Allowing people comment here, doenst mean, that we also agree with them.

Your email address won't be displayed. Required fields are marked with this sign: *

More information