Novo aplicativo para lutar contra as agressões, os sequestros e a tortura já está disponível para download

© Amnesty International

A Anistia Internacional lança um novo aplicativo de código aberto, o “Botão do Pânico”, para ajudar ativistas que enfrentam um perigo iminente.

*Ao apertar o botão é emitido um sinal imediato de socorro por SMS às redes dos próprios ativistas.

*Rápido de ativar e dissimulado no telefone.

*Testado e aprovado por mais de 100 usuários em 17 países.

A Anistia Internacional anunciou que já está disponível para download no Google Playstore um novo aplicativo, o “Botão do Pânico”, concebido para proporcionar aos defensores e defensoras dos direitos humanos ajuda urgente de suas próprias redes quando sofrerem agressões, sequestro ou tortura.

O aplicativo para celular “Botão do Pânico” para Android, desenvolvido pela Anistia Internacional em colaboração com a iilab, ativistas, peritos em tecnologia e voluntários de todo o mundo, transforma o smartphone do usuário em um alarme secreto que pode ser rapidamente ativado em caso de emergência e alerta outros ativistas do perigo que enfrenta seu colega, o que lhes permite prestar ajuda com mais rapidez.

“A finalidade do ‘Botão do Pânico’ é aumentar a proteção para ativistas de todo o mundo que enfrentam uma constante ameaça de detenção, agressão, sequestro ou tortura”, declarou Tanya O’Carroll, encarregada de Tecnologia e Direitos Humanos da Anistia Internacional.

“Há tempos sabemos que as primeiras horas após uma detenção são um momento crucial para que a rede possa obter a liberação de seu colega, seja enchendo a delegacia de ligações, organizando um protesto ou mobilizando advogados e organizações como a Anistia Internacional para uma campanha de pressão internacional.”

“Com a introdução da tecnologia na luta pelos direitos humanos, o poder de uma carta escrita à mão se moderniza no contexto do século XXI mediante este aplicativo”.

“O ‘Botão do Pânico’ está disponível para download global em quatro idiomas, após três meses de testes realizados por centenas de usuários das redes da Anistia Internacional em mais de 17 países.”

Durante a fase de testes, ativistas e jornalistas disseram que a ferramenta pode ajudar positivamente a atenuar o risco diário de seu trabalho cotidiano.

“Realmente assusta descobrir que um ativista esteve detido durante meses sem que ninguém soubesse nada sobre ele nem trabalhasse para obter sua libertação. Confiamos que o ‘Botão do Pânico’ garantirá que os casos de detenção ilegítimas que ocorram no futuro no Sudão não fiquem indetectáveis e nos permita mobilizarmos para ajudar mais pessoas”, declarou Ibrahim Alsafi, ativista de direitos humanos do Sudão que participou dos testes do aplicativo e da formação para aprender a usá-lo.

“É uma ferramenta essencial para ativistas, defensores e defensoras dos direitos humanos, estudantes e profissionais da advocacia. Toda pessoa que pode enfrentar riscos em seu trabalho precisa de um ‘Botão do Pânico’ em seu telefone.”

 

Clique aqui para saber mais sobre o aplicativo “Botão do Pânico”.

 

fonte

Link

Já que você está aqui…

… nós estamos pedindo por um pequeno favor. Diferente de outras organizações, não recebemos dinheiro de governos e nem de empresas. Também não cobramos por acessos às nossas ferramentas. O Partido Pirata é uma organização independente que luta por direitos digitais, o livre compartilhamento de informações, privacidade para as pessoas e transparência de governos e corporações. Somos pessoas voluntárias tentando construir dia após dia o partido e precisamos de dinheiro para colocar algumas ideias em prática e cobrir diversos gastos. Isso requer muito trabalho e fazemos pois acreditamos que a nossa perspectiva importa porque –  também pode ser sua perspectiva.


Deixe uma resposta

Notice: Comments reflect the opionions of those who did wrote theme. Allowing people comment here, doenst mean, that we also agree with them.

Your email address won't be displayed. Required fields are marked with this sign: *

More information

Chat Internacional @GlobalPirates

Publicações