Jucá: WikiLeaks, grampos, pacto e massacre indígena

Em telegramas vazados pelo Wikileaks, diplomata americano fala de encontros com Romero Jucá

Em um telegrama de 2005 vazado pelo WikiLeaks, um diplomata americano falava sobre Jucá, que assumia o Ministério da Previdência no governo Lula. O embaixador disse que o ministro era “alvo de várias acusações de corrupção” e listou desvio de verbas de assistência social e projetos de construção e desmatamento em terras indígenas enquanto presidente da Funai.

Em 2009 em outro telegrama, Jucá é citado como uma das fontes da embaixada dos EUA no Brasil.

Em telegrama de 2010 com o título “Aliança de Lula com o PMDB: mais problemas do que ganhos?” são tratadas das articulações de Juca com o ex-presidente Lula.

‘Pacto’

Na segunda-feira (23), reportagem da Folha de São Paulo revelou conversas gravadas entre Jucá e o ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Os dois são investigados na Lava Jato. Nos áudios, conversas supostamente de 2015, eles sugerem a criação de um “pacto” para deter o avanço da operação.

O ‘pacto’  segundo Jucá contaria ainda com Ministros do STF e Militares (e Mídia).

Massacre Indígena

Relatório da Comissão da Verdade afirma que Jucá é “responsável pelo massacre de centenas de yanomamis” em consequência das epidemias levadas pelos garimpeiros que entraram em terras indígenas com a autorização do Ministro, que na época era presidente da Funai.

O senador também apresentou projetos de lei flexibilizando o licenciamento ambiental e abrindo as terras indígenas à exploração econômica. Eles estão para serem votados no Senado. Sobre este projeto, você pode ler no Loomio Pirata neste link.

Já que você está aqui…

… nós estamos pedindo por um pequeno favor. Diferente de outras organizações, não recebemos dinheiro de governos e nem de empresas. Também não cobramos por acessos às nossas ferramentas. O Partido Pirata é uma organização independente que luta por direitos digitais, o livre compartilhamento de informações, privacidade para as pessoas e transparência de governos e corporações. Somos pessoas voluntárias tentando construir dia após dia o partido e precisamos de dinheiro para colocar algumas ideias em prática e cobrir diversos gastos. Isso requer muito trabalho e fazemos pois acreditamos que a nossa perspectiva importa porque –  também pode ser sua perspectiva.


Deixe uma resposta

Notice: Comments reflect the opionions of those who did wrote theme. Allowing people comment here, doenst mean, that we also agree with them.

Your email address won't be displayed. Required fields are marked with this sign: *

More information