John McAfee hackeia ao vivo o smartphone de apresentador da Fox

Um dos casos de grande destaque na imprensa mundial nas últimas semanas é o ataque hacker que revelou centenas de documentos secretos da Sony Pictures. Embora a situação pareça aparentemente controlada, ainda há muito mistério por trás das investigações e comunicados oficiais divulgados pela empresa. Talvez nunca saibamos todos os detalhes do que aconteceu, mas é possível ter uma ideia do quão simples parece ser invadir um dispositivo eletrônico nos dias atuais.

Prova disso foi uma demonstração feita pelo excêntrico John McAfee, milionário e fundador da companhia de antivírus que leva seu sobrenome. Durante uma entrevista para o programa Varney & Company desta semana, no canal Fox Business, o executivo mostrou ao jornalista Stuart Varney sua visão de como pode ter ocorrido o ataque à Sony, no final do ano passado. Para tal, McAfee conseguiu, ao vivo, hackear o smartphone do apresentador.

Uma vez invadido o telefone, o programador obteve acesso ao sistema de caixa postal que lhe permitiu visualizar a lista de contatos do aparelho. Depois, ele efetuou uma ligação para o celular de Varney, cuja origem indicava ser um número corporativo da Fox News. De acordo com McAfee, os hackers teriam imitado agentes do órgão americano FBI e, sob a justificativa de “medidas de segurança governamentais”, solicitado nomes de usuários e senhas de todos os funcionários da Sony Pictures que pudessem conseguir.

Abaixo você assiste ao vídeo completo do hack feito pelo criador do antivírus McAfee:

Apesar da hipótese do milionário até fazer sentido, a afirmação contraria as declarações do FBI ao Congresso dos Estados Unidos. Em nota oficial, a entidade alegou que o ataque aconteceu devido a uma das maiores e mais complexas brechas de segurança da história, que causou um prejuízo de mais de R$ 200 milhões à Sony. Além disso, o governo disse que a invasão partiu da Coreia do Norte, mas o país negou a autoria das ações.

link da noticia: canaltech

Já que você está aqui…

… nós estamos pedindo por um pequeno favor. Diferente de outras organizações, não recebemos dinheiro de governos e nem de empresas. Também não cobramos por acessos às nossas ferramentas. O Partido Pirata é uma organização independente que luta por direitos digitais, o livre compartilhamento de informações, privacidade para as pessoas e transparência de governos e corporações. Somos pessoas voluntárias tentando construir dia após dia o partido e precisamos de dinheiro para colocar algumas ideias em prática e cobrir diversos gastos. Isso requer muito trabalho e fazemos pois acreditamos que a nossa perspectiva importa porque –  também pode ser sua perspectiva.


Deixe uma resposta

Notice: Comments reflect the opionions of those who did wrote theme. Allowing people comment here, doenst mean, that we also agree with them.

Your email address won't be displayed. Required fields are marked with this sign: *

More information