Como Hollywood capturou o pirata mais proeminente do Reino Unido

Após três anos de investigação pelo grupo antipirataria apoiado por Hollywood, a Federação Contra Roubo de Direitos Autorais (Federation Against Copyright Theft – FACT), cinco dos mais proeminentes piratas do Reino Unido foram presos e sentenciados em West Midlands.

Graeme Reid (40), de Chesterfield, Scott Hemming (25) e Reece Baker (22), ambos de Birmingham, Sahil Rafiq, de Wolverhampton, e Ben Cooper (33), de Willenhall, receberam sentenças que totalizam 17 anos.

Os homens estavam por trás de diversos grupos que vazam filmes, como RemixHD, 26K, UNiQUE, DTRG e HOPE/RESISTENCE.

“Ao longo dos anos estes grupos lançaram ilegalmente online mais de 2500 filmes, incluindo Argo, Avengers e Skyfall”, diz a FACT em seu anúncio.

“O alcance de sua criminalidade era vasta. Em apenas um website em que o grupo compartilhava seus filmes, houveram milhões de downloads”.

Falando na corte de Wolverhampton Crown, o promotor da FACT, David Groome, disse que os homens foram longe para evitar serem detectados. Mas foi este realmente o caso e quão difícil foi rastreá-los?

O Torrent Freak obteveu relatórios detalhando a investigação da FACT e revelando como foi surpreendentemente fácil desmascarar os homens. Na sequencia a duração das sentenças:

Sahil Rafiq – Preso por 4 anos e 6 meses

Em julho de 2012 um investigador da FACT começou a monitorar o grupo 26K, que Rafiq participava. Ele descobriu que vários dos torrents tiveram seu upload feito por um usuário conhecido como “memory100”. Descobriu-se que “memory100” possuía um perfil no site de torrent Torlock e foi determinado que o mesmo usuário também utilizava outros nomes, incluindo “sohail20”, “hail_alpha” e “froggie100”, criando então o mapa da mina de ouro. Em 2012, Sohail20 postou em um fórum de um fabricante de computadores (PC Specialist). No post ele reclamava sobre problemas que estava tendo com seu laptop.

“Vocês podem me ajudar?” ele perguntou . “Atenciosamente, Sahil Rafiq.”

Algumas buscas pelo nome Sohail20 revelaram uma conta no PhotoBucket e um logotipo com o nome Memory100 nomeado memory100.jpg (agora removido ). Suspeitando estar chegando perto, o investigador da FACT procurou no Facebook e encontrou o perfil de Rafiq. Ali encontrou seu local de trabalho, uma escola de ciência em Wolverhampton. A FACT então procurou informações com a agência de crédito Equifax, que revelou o endereço de Rafiq. Estes detalhes foram entregues para a polícia.

Reece Baker – Preso por 4 anos e 2 meses

Em 2012 o mesmo investigador da FACT começou a monitorar o grupo HOPE, do qual Baker era membro. No arquivo .NFO (informação) anexado a um release da HOPE indicava que o encoder chamava-se “Baker92” e ainda indicava um email no servidor Hushmail, pelo qual ele poderia ser contatado. Baker cometeu um erro fatal em outro arquivo .NFO, onde comentou “Meu primeiro encode, comente e diga-me o que você achou – Extra: Eu amo meu bebê Momzie Ria”.

Após encontrar um post no site de torrent Myris.me que indicava que Baker92 também era membro de outro grupo de release, o DTRG, a FACT novamente entrou em contato com a Equifax. Presumindo que o “92” no nickname era relativo ao seu ano de nascimento, a FACT procurou por qualquer pessoa com nome Baker nascida em 1992 com associação a qualquer pessoa chamada Ria. Isto levou a FACT – e a polícia – até a porta de Reece Baker.

Graeme Reid – preso por 3 anos e 6 meses

Durante o mesmo mês em que a FACT investigava o 26K, o grupo antipirataria descobriu em um arquivo .NFO publicado pelo grupo que eles possuíam ligação com o grupo de Reid, RemixHD. Um arquivo .NFO anexado ao filme 21 Jump Street revelou que o encoder era uma pessoa conhecida como “Reidy” que poderia ser contatada através de um email da Hushmail. Hushmail é conhecida por sua segurança, mas há limites – Reid usou o o mesmo endereço de email no registro de sua conta do Facebook onde se descrevia como um “encoder” que mora em Chesterfield. A FACT então entrou em contato com o departamento de registro eleitoral e na sequencia descobriu o endereço de Reid, o qual foi informado à polícia.

Ben Cooper – preso por 3 anos e 6 meses

Em julho de 2012 enquanto a FACT investigava a HOPE descobriu um membro, chamado “Cooperman666”, que também usava uma conta de email na Hushmail. Novamente um arquivo .NFO anexado a um filme ajudou a conectar as coisas, indicando que o encoding havia sido feito por “Cooperman”. Buscas subsequentes revelaram que Cooperman666 também era um encoder para o grupo ANALOG e que um email na Live.com estava listado para contato no arquivo .NFO deles. Contudo, o mesmo endereço de email também foi usado para criar uma conta no Facebook  por Ben Cooper. A página revelou que ele morava em Wolverhampton e que havia nascido em 1981. A FACT novamente entrou em contato com a Equifax que providenciou informações pessoais de Cooper.

Scott Hemming – Sentença suspensa de 2 anos

Em julho de 2012, enquanto a FACT investigava a 26K, o grupo antipirataria identificou membros que eram de outro grupo conhecido como DTRG. Arquivos .NFO examinados pela FACT indentificaram o encoder como “Kareemzos” poderia ser contactado pelo email “iencodefordtrg@live.co.uk”. Após ligar Kareemzos a outros grupos incluindo MARGIN, UNiQUE e INSANE, a FACT teve sorte. Publicações feitas no fórum de suporte da Virgin Media foram feitas sob o mesmo endereço de email e tudo indica que o provedor de internet revelou mais tarde que a conta pertencia a mãe de Hemming. Novamente, a Equifax providenciou as informações que confirmavam que Hemming morava na mesma casa.

Conclusão

O que você acabou de ler confirmar que nenhuma criptografia substitui uma “higiene” básica na internet. Utilizar o mesmo nome de email em diversos sites enquanto inclui datas de aniversário e nicknames que apontam para a identidade real é claramente uma receita para o desastre. Enquanto a FACT claramente faz seu dever de casa e trabalha extremamente duro para conseguir condenações, as ações tomadas por estes homens para esconder suas identidades não são um belo exemplo da arte.

A seguir

Após a FACT e a polícia rastrearem os homens em suas casas, o que acontece depois? O que eles esperavam encontrar e como estas evidências poderiam ser conectadas com seus crimes? Este artigo será publicado em breve.

Traduzido do Torrent Freak.

Já que você está aqui…

… nós estamos pedindo por um pequeno favor. Diferente de outras organizações, não recebemos dinheiro de governos e nem de empresas. Também não cobramos por acessos às nossas ferramentas. O Partido Pirata é uma organização independente que luta por direitos digitais, o livre compartilhamento de informações, privacidade para as pessoas e transparência de governos e corporações. Somos pessoas voluntárias tentando construir dia após dia o partido e precisamos de dinheiro para colocar algumas ideias em prática e cobrir diversos gastos. Isso requer muito trabalho e fazemos pois acreditamos que a nossa perspectiva importa porque –  também pode ser sua perspectiva.


Kommentare

2 comments for Como Hollywood capturou o pirata mais proeminente do Reino Unido

  1. Pingback: Quando Hollywood investiga piratas, o que eles procuram? | PIRATAS

Deixe uma resposta

Notice: Comments reflect the opionions of those who did wrote theme. Allowing people comment here, doenst mean, that we also agree with them.

Your email address won't be displayed. Required fields are marked with this sign: *

More information